Meu nome é Valéria Pellon. Minha vida com meu marido Leonardo foi atropelada por uma grande injustiça: em 11 de janeiro de 2007, Felipe, nosso anjinho tão esperado, nasceu em um dos melhores hospitais do Rio de Janeiro e, em função de negligência médica, sofreu lesões cerebrais irreversíveis durante o parto, em decorrência de asfixia. Após 5 meses internado na UTI veio pra casa com "home-care", como viveu até 11 de novembro de 2010, em estado vegetativo. Este blog é uma forma de "gritar" o nosso sofrimento e mostrar como o amor salva nossas vidas e nos faz sobreviver, a cada dia.



segunda-feira, 26 de julho de 2010

Tio João fisioterapeuta


Fora o pai, só "circulam" no dia-a-dia do Felipe dois homens, ambos chamados João: o Dr. João, pediatra, de quem já falamos, e o João fisioterapeuta, que entrou há bastante tempo no lugar da tia Camila. Finalmente conseguimos tirar foto dele !
A boa notícia de hoje é que o Felipe estava há algum tempo atrás com uma infecção urinária, que foi percebida pelo odor e cor da urina, nem febre o "tourinho" fez...mas o exame de urina confirmou. Tomou 14 dias de antibiótico e reagiu bem. O novo exame após o tratamento não mostrou mais infecção.

2 comentários:

  1. Já falei com o João pelo tel. , mas não sabia quem ele era...rsrs. Estou vendo agora.
    Bjooo

    ResponderExcluir
  2. Família do Felipe,
    Conheci sua a história por acaso, lendo os comentários do globo on line, e não pude deixar de entrar no grupo dos anônimos que admira e torce muito por vocês.
    Essa semana li uma reportagem na época, de um casal que tem um filho com a historia parecida com a do Felipe (se não for, perdoem minha ignorancia). A matéria é triste, pois fala sobre as dificuldades e os gastos com saúde no Brasil, mas como eles obtiveram progressos na saúde do filho, achei que seria interessante encaminhar a vocês.

    http://www.istoe.com.br/reportagens/62099_QUANTO+VALE+UMA+VIDA+PARTE+1

    Um abraço de uma grande admiradora.
    Fabiana

    ResponderExcluir