Meu nome é Valéria Pellon. Minha vida com meu marido Leonardo foi atropelada por uma grande injustiça: em 11 de janeiro de 2007, Felipe, nosso anjinho tão esperado, nasceu em um dos melhores hospitais do Rio de Janeiro e, em função de negligência médica, sofreu lesões cerebrais irreversíveis durante o parto, em decorrência de asfixia. Após 5 meses internado na UTI veio pra casa com "home-care", como viveu até 11 de novembro de 2010, em estado vegetativo. Este blog é uma forma de "gritar" o nosso sofrimento e mostrar como o amor salva nossas vidas e nos faz sobreviver, a cada dia.



sexta-feira, 30 de abril de 2010

Queimadura

Ontem aconteceu uma coisa horrível com o Felipe, não dá nem para acreditar. Um acidente doméstico, que até poderia acontecer com qualquer um, mas me desculpem, não com o Felipe. Ele sofreu uma queimadura de segundo grau durante o banho, com o chuveirinho que esquentou muito e estava em contato com a pele dele, sem ser notado. Como o Felipe não grita para reclamar, deve ter ficado em contato com a pele dele por tempo suficiente para queimar muito. Eu não estava em casa, fui avisada e fui logo para casa para ver, sem saber da gravidade da coisa. Mal pude acreditar no que vi, quase desmaiei. Queimou muito o punho do lado esquerdo e também o bumbum. O punho está com uma imensa bolha.

A Dra Marcia Vlasman, pediatra do home-care e excelente médica, me orientou pelo telefone ontem e hoje cedinho veio vê-lo, trocar o curativo e tomar as providências.

Com isso, mal dá para mudar o Felipe de posição, por causa do bumbum. Está tomando analgésico de 4 em 4 horas mas hoje está bastante incomodadinho.

Torçam para que isso passe logo, por favor !

5 comentários:

  1. Oi Valéria,
    A minha avó, quando estava em home care, teve tb um acidente parecido, com uma bolsa de água quente na barriga. No caso dela, acho que foi negligência mesmo, da enfermagem. Acho que cheguei a chorar quando vi a barriga dela toda vermelha, foi horrível, por isso entendo perfeitamente o que vc sentiu.
    Sempre cuidei para que ela tivesse o máximo de carinho, conforto, higiene e cuidados já que estava inconsciente. Os batimentos cardíacos logo se alteravam e o semblante dela tb mudava nas situações de dor e desconforto, esses eram nossos parâmetros. Era muito ruim lidar com essas situações.
    Mas o Felipe já está medicado, recebendo todo amor e carinho e vai ficar bom logo! Mando muitas vibrações positivas pra ele, sempre.
    um beijo,
    Juliana.

    ResponderExcluir
  2. Aiiii... ninguém merece!
    Mas ele vai melhorar rápido... os pequenos têm uma capacidade de cicatrização muito boa!
    Beijos nesse menininho!

    ResponderExcluir
  3. Vocês passarão por mais este momento difícil com muita força e dedicação de sempre, ele vai melhorar rápido e este fato ficará no passado, como uma lembrança triste, mas lembrança. Enfa. Rose Martins

    ResponderExcluir
  4. Oi bebê,só hj fiquei sabendo....fiqueimuito triste.A tia sabe o quanto dói o seu dodói,o quantoé difícil p respirar,e todas as coisinhas....Mas eu também sei que vc já está bem melhor,aumentou o espaço do analgésico...vc vai sair dessa logo,logo.A tia te Ama,viu?Um grande beijo p você ,tia Dagmar

    ResponderExcluir
  5. Olá Valéria,fiquei muito chateada com o ocorrido.Chateada mesmo!Nossa!sem palavras.vc me achará no orkut "dag da hora".Agora todo final de semana eu viajo para tentar esquecer(você sabe o quê),e graças a Deus sempre aparece um convite(daquí a pouco serei convidada p festas de cachorro-rs rs rs).enfim,por favor mantenha-me informada sobre o "Nosso" bebê.Ah!Diz para o Leonardo que o Felipe é Flamenguista(rs rs rs)Beijo e força para vocês,Dagmar

    ResponderExcluir