Meu nome é Valéria Pellon. Minha vida com meu marido Leonardo foi atropelada por uma grande injustiça: em 11 de janeiro de 2007, Felipe, nosso anjinho tão esperado, nasceu em um dos melhores hospitais do Rio de Janeiro e, em função de negligência médica, sofreu lesões cerebrais irreversíveis durante o parto, em decorrência de asfixia. Após 5 meses internado na UTI veio pra casa com "home-care", como viveu até 11 de novembro de 2010, em estado vegetativo. Este blog é uma forma de "gritar" o nosso sofrimento e mostrar como o amor salva nossas vidas e nos faz sobreviver, a cada dia.



quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Correria do dia-a-dia


Meus dias andam corridos. Me dá uma angústia muito grande sair de casa de manhã e só voltar à noite, sem dar um beijinho sequer no Felipe durante o dia. Esse não é o mais comum, com frequência consigo almoçar em casa, ou somente dar uma passada só para dar um beijinho nele e ver como estão as coisas em casa.
Normalmente na hora que saio para trabalhar ele está fazendo fisioterapia. Hoje foi com tia Nanda. Esta foto não é de hoje, mas é com essa cena que me despeço quase todo dia de manhã, com Felipe gostoso no colo da tia, alongando o corpinho, todo esparramado...
Se chego em casa tarde, como hoje, me dá peninha de mexer muito nele, porque as tias já deixaram ele gostosinho na cama, de pijaminha, todo bonitinho e posicionado para dormir. E ele realmente dorme...só quem conhece muito bem sabe quando Felipe tá dormindo de verdade e quando tá mais acordadinho. E quando tá "dormindo", dá aquela sensação louca por milésimos de segundos, tipo "deixa ele dormir...não quero acordá-lo", quando tudo que eu queria na vida era acordar meu anjinho...Às vezes deito na cama com ele e faço um momento "conchinha", agarrada com ele, e desejo que o mundo acabe naquele momento porque ali, sentindo aquele cheirinho, aquela pele deliciosa, eu e ele juntos nos bastamos, somos felizes e não precisamos de mais nada. Mas essa sensação dura pouco, o "pé alcança o chão", o mundo não acaba e a vida cheia de obrigações chatas segue e me chama para a realidade...

7 comentários:

  1. Acompanho seu blog, o Felipe é lindo, 1 anjinho!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Nada no mundo se iguala a deitar agarradinho nos nossos gostosos, né? Cheirinho de filho é inigualável!!!!

    ResponderExcluir
  3. Que bracinho mais 'gustusura', gente! Todo gordinho.

    Valéria, dá um beijinho nele e fala que foi a Sofia de Belo Horizonte quem mandou.

    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Valeria, sou Denise, mae do Felipe tambem, amiga da Lucia. Ela sempre me conta da sua luta, da sua forca, do seu amor... Aproveitei hoje para conhecer seu blog e sua historia mais de perto. De minha parte você tem toda minha admiração. Um beijo grande em você e no seu Felipe.

    ResponderExcluir
  5. Oi Valéria,da uma peninha sairmos tão cedo e deixarmos nossos pequenos mas a vida está assim mesmo...corrida,uma loucura mas por eles fazemos qualquer coisa!!!!O Nosso mundinho se torna imenso quando estamos ao lado deles e isso nos basta!!!!!!!!
    Beijos pra vcs!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Valéria,sou a Cris, mãe do Reizinho Vinícius...fiquei feliz ao entrar no blog e ver q vc escreveu. Sempre entro p/ acompanhar vcs. Ele tá lindo, muito fofo, gordinho. Gostaria q/ soubesse q/ desde o 1º dia que visitei o blog, eu oro pelo Felipe, por vc e pelo seu esposo. Só nos apegando a Jesus p/ conseguirmos vencer os dias. Que Ele os abençoe grandemente!

    ResponderExcluir
  7. Eu amo essa foto e amo mais ainda quando ele se esparrama no meu colo!!!
    Todo mundo morre de inveja!!! rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir