Meu nome é Valéria Pellon. Minha vida com meu marido Leonardo foi atropelada por uma grande injustiça: em 11 de janeiro de 2007, Felipe, nosso anjinho tão esperado, nasceu em um dos melhores hospitais do Rio de Janeiro e, em função de negligência médica, sofreu lesões cerebrais irreversíveis durante o parto, em decorrência de asfixia. Após 5 meses internado na UTI veio pra casa com "home-care", como viveu até 11 de novembro de 2010, em estado vegetativo. Este blog é uma forma de "gritar" o nosso sofrimento e mostrar como o amor salva nossas vidas e nos faz sobreviver, a cada dia.



terça-feira, 13 de outubro de 2009

Foto Felipe e Leo


Um comentário:

  1. Olá Valéria -
    Fiquei sensibilizada com tudo que vocês estão passando. Sou mãe de uma menininha de 1 ano e 10 meses e antes dela perdi uma gravidez de gêmeos. Sei como é duro sofrer por um filho, ainda que a minha dor tenha sido pontual e não contínua como a de vocês. O filho de vocês, com todas as adversidades é um grande presente e é maravilhoso ver a dedicação que dão a ele! Pessoas como vocês são especiais.
    Terei o maior prazer em divulgar o seu blog, mas gostaria de ser ousada e fazer algumas sugestões para o seu blog. Eu sei que existem tratamentos que potencialmente podem ajudar o seu filho a ter uma grande melhora na condição dele. Recentemente ajudei a divulgar a campanha de um pai cuja filha também teve sequelas como a do seu pequeno, acho que valeria você se informar sobre ele. Sugiro que visite o blog dele: www.umrealporumsonho.com.br
    Clarinha é uma menininha muito especial que se beneficou muito com um tratamento novo e que talvez possa ajudar o seu pequeno. O pai da Clarinha é um homem maravilhoso e tenho certeza de que terá prazer em te ajudar a descobrir mais sobre o tratamento que a filha dele fez, com bastante êxito.
    Além disso, para as pessoas poderem ajudar, infelizmente se faz necessário que entendam melhor o que acontece com o seu bebê. Valeria a pena, ainda que seja uma tarefa dolorosa para vocês, explicar melhor o que aconteceu durante o parto que acarretou as lesões.
    Seu bebê vale ouro e eu estarei aqui para ajudar no que eu puder, sempre!
    Continuarei acompanhando o seu blog e colocando o espaço do meu blog a sua disposição, sempre que precisar!
    Beijo,
    Mariana

    ResponderExcluir