Meu nome é Valéria Pellon. Minha vida com meu marido Leonardo foi atropelada por uma grande injustiça: em 11 de janeiro de 2007, Felipe, nosso anjinho tão esperado, nasceu em um dos melhores hospitais do Rio de Janeiro e, em função de negligência médica, sofreu lesões cerebrais irreversíveis durante o parto, em decorrência de asfixia. Após 5 meses internado na UTI veio pra casa com "home-care", como viveu até 11 de novembro de 2010, em estado vegetativo. Este blog é uma forma de "gritar" o nosso sofrimento e mostrar como o amor salva nossas vidas e nos faz sobreviver, a cada dia.



sábado, 31 de outubro de 2009

Foto Felipe e tia Janete, enfermeira


2 comentários:

  1. Senhora Valéria, entrei em seu Blog e fiquei muito emocionado com tudo que li e aprendi, pois vejo uma demonstração do mais belo e puro amor incondicional da sua família.
    As vezes pensamos que o mundo desaba apenas sobre nós e não entendemos muito o que ocorre ou mesmo o porque de tudo.
    Tomei esta liberdade apenas para relatar o que passou comigo, sei que é bem diferente do seu caso, mas na época voltei para casa com o mesmo sentimento de vazio que li em seus relatos.
    Minha primeira filha e tão sonhada era uma apressadinha e resolveu dar um susto em nós, nasceu de 7 meses com um peso 1,1kg um mês depois de nascida, não sabia o que pensar, tinha um sobrinho que ao olhar a minha pequena pedrinha preciosa disse:( tio sua filha tem os dedos igual a um garfo), tão finos e frágeis era minha pedrinha preciosa, eu e minha esposa fomos para casa sem nossa pedrinha, pois ela tinha que ganhar peso isso se ela conseguisse. Mais o mundo faz suas conspirações e as vezes não entendemos e nossa pedrinha cada dia ficava mais forte, devagarzinho iria se tornando uma rocha capaz de suportar todos os problemas que a vida nos mandou.
    Bem Senhora Valeria, hoje minha pedrinha é uma bela moça formada em Fisioterapia e que muito nos ensinou.
    Quando entrei aqui foi apenas uma curiosidade, mais confesso a Senhora que realmente em poucas linhas que li, aprendi um pouco mais sobre o que é o AMAR,
    Senhora Valeria, seu lindo e amado filho sente tudo e muito mais que a senhora e todos fazem por ele e entende com a clareza que nós não entendemos, pois ele e rodeado de amor, mais a Senhora certamente compreende, pois a Senhora é Mãe e só as mães conseguem compreender essas coisas.
    Desculpa por tomar seu tempo e sei que não sou bom com escritas, mais sei que o Felipe é muito amado e isso é o que mais importa no mundo.
    Antes de finalizar, vou falar um pouquinho só da minha pedrinha que se tornou uma rocha e ela também tem muito amor para dar as pessoas que ela ama, uma amiga que nunca abandona o seus.
    Esta minha pedrinha hoje vive mais perto de vocês do que de mim, minha pedrinha preciosa chama Camila e vejo o carinho que ela tem com seu filho.
    Isso me faz sentir muito bem como Pai, pois sei que consegui passar para ela alguns valores que realmente importam nesta vida.
    Acredite em seus sonhos e revele para ele tudo que a Senhora puder, pois assim ele compreendera e participara da realidade, uma realidade chamada AMOR..

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, me chamo neuzinha, sou tecnico em emfermegem,amo o meu trabalho e me emocionei com o caso do felipe,pois ele e um guerreiro,sinto que Deus tem agum para fazer em sua vida,basta a familia crer e veras a gloria de Deus agir,ja vi muitos pacientes ser liberto por completo, de coraçaooo todos vcs cream,nunca Deus esqueceu de nenhum de nos,tudo tem o tempo e a hora certo.....bjs de coraçaoo enfermeira neuzinha.....

    ResponderExcluir