Meu nome é Valéria Pellon. Minha vida com meu marido Leonardo foi atropelada por uma grande injustiça: em 11 de janeiro de 2007, Felipe, nosso anjinho tão esperado, nasceu em um dos melhores hospitais do Rio de Janeiro e, em função de negligência médica, sofreu lesões cerebrais irreversíveis durante o parto, em decorrência de asfixia. Após 5 meses internado na UTI veio pra casa com "home-care", como viveu até 11 de novembro de 2010, em estado vegetativo. Este blog é uma forma de "gritar" o nosso sofrimento e mostrar como o amor salva nossas vidas e nos faz sobreviver, a cada dia.



sábado, 17 de outubro de 2009

Lembranças de uma avó


O Felipe tem um irmão, filho do Leonardo, o nome dele é Lucas. Quando a Valéria e o Leonardo contaram o que ia acontecer, que ele ia ter um irmão ou irmã, nunca vi felicidade maior. Começou a fazer planos e não falava em outra coisa. Lembro bem, ele sentado só com a Valéria, na varanda do nosso apto., convencendo a ela que o melhor para todos é que fosse um menino porque as Barbies estavam muito caras. Quando soube que, de fato, era um menino, enlouqueceu. Fazia planos de tudo que os dois iriam fazer juntos, o que ele ia ensinar para o Felipe e muito outras coisas. Adorava sair com a Valéria nos fins de semana para comprar roupas e coisinhas para o Felipe. Dava opinião, e os dois se divertiam muito. Acho que só o Leonardo acompanhou tanto a barriga da Valéria. Foi uma curtição maravilhosa.O Lucas tinha 10 anos quando o Felipe “nasceu”. Acompanhou todos os acontecimentos de uma maneira madura, contida, e de assombro. Realmente era tudo chocante e inacreditável.Desde que o Felipe foi para casa o Lucas assumiu o irmão. Ajuda a dar banho, faz carinho e é emocionante o amor que ele tem pelo Felipe. Seria um relacionamento muito bonito, se não houvessem pessoas que não fazem sua parte. Perdoem, sou uma avó “um pouco” inconformada. Obrigada a todos pela força que estão dando neste “blog” aos meus filhos, eles merecem.
Vó Magá
Foto: Felipe com 9 meses e o irmão Lucas

Um comentário:

  1. Olá. Meu nome é Leonardo Kopke, e recentemente eu e minha esposa passamos por um drama como o seu. Gostaria de compartilhar com você a experiência que tivemos, particularmente. Li sua postagem do segmento "Religião", e por isso minha vontade em testemunhar algo a você. Caso se interesse, envie-me um email para leokopke@hotmail.com, a fim de que possamos conversar sobre nossas vidas. Quem me passou seu contato foi a fisioterapeuta Alessandra Busse Ferrari, que hoje cuida de nossa filha. O que tenho para compartilhar é algo bem impactante. Um abraço. LJ.

    ResponderExcluir